19 de out de 2008

TUNEL DO TEMPO - Parte 3 - As festas de podolatria

Após meus primeiros dois anos com coleira deixo um pouco o BDSM de lado e começo a freqüentar e fazer amizades com a turma da podolatria, outra paixão que tenho, primeiramente através da lista "amor com podólatras" e logo após na sala de podolatria do Dominna.
Ainda me lembro da ansiedade em rever as amigas e amigos e da frustração de não poder em comparecer em algumas festas, uma época deliciosa mas também difícil em minha vida.
Algumas dessas festas foram memoráveis, assim como eram as Deusas que a freqüentavam, Noelli, Pzinho 34, Mell, Ana Morena, Madame X, Sensu, Mazinha, Juliete, Lady Dark, Monalisa, entre outras, além de amigos como Marvin QDQ e Ed Tapete, companheiros de grandes festas e farras.
Alguns momentos ficaram marcados, como o dia que conheci minha musa, Pzinho 34.
Estava sentado conversando com minha amada Ana Morena sentada no meu colo, quando vejo entrar pela porta do Dominna, uma baixinha sorridente, bela e demonstrando um astral delicioso e bem querida por todos, pergunto a Ana quem era, ela me diz ... é a Val, a Pzinho 34, não conhece? vai adorar ela, um amor de pessoa, mal sabia Aninha da minha paixão a primeira vista, saiu do meu colo e foi de encontro a ela.
Ela cumprimenta a todas vindo em direção a minha mesa, me preparo para cumprimentá-la quando alguém a puxa e apenas recebo um olá de longe, a vontade era de pular no pescoço de quem a puxou, rsss, fico olhando de longe aguardando minha vez. Subimos para sala de podo e passo a noite de longe admirando-a, meio tímido e me divertindo com amigas já conhecidas.
Particularmente não gosto da sensação de dor do trampling, de ser pisado com saltos, gosto mais de sentir meus lábios tocando os pezinhos juntamente com troca de olhares e de ter o pé acariciando meu peito meu rosto e meu sexo.
Mesmo assim literalmente viajo durante um trampling feito pela minha querida Madame X, simplesmente não via mais nada na sala lotado , não sentia dor, olhos nos olhos, sorrisos maliciosos, pés percorrem o corpo e o rosto, parecia em transe, tanto que quase não percebi mais uma Deusa andando sobre mim e só fiquei sabendo quem era no dia seguinte, pois é, era ela, Pzinho 34, e sequer vi, até hoje não me conformo, rs.
Mais algumas brincadeiras com as deliciosas Juju e Ana Morena, e promessas de mais para a próxima festa.
Ahh Aninha, como você mexia com nossos pensamentos, Morena Jambo, pezinhos deliciosos, corpo escultural, coxas grossas, cor do pecado, de uma alegria e carisma impar, como era disputada, como era querida e como era gostoso estar brincando com seus pezinhos com pensamentos muitos mais além, rs.
Nesse ínterim faço amizade com minha musa pelo msn e vou determinado a não passar em branco nesta vez.
Se já estava encantado ao vê-la pela primeira vez, agora literalmente me entreguei ao vê-la,...ela veio com um vestido vermelho e uma sandália de tiras vermelha, uma das mais belas visões que tive em minha vida, estava simplesmente linda e sensual.
E pela primeira vez pude contemplar e ter em minha boca o que até hoje é meu pezinho preferido, uns dos mais lindo que já vi, numero 34, branquinhos, marquinhas de sandália, dedinhos perfeitos, unhas pintadas de vermelho, bem torneado, macio, affff, deu calor. rs.
Valzinha ou Pzinho 34 se tornou amiga de coração, confidente, de passeios baunilhas, brincadeiras e dona de um lugar cativo em meu coração.
Dedico essa fase as 3 pessoas mais presentes nessa época, Pzinho 34, Ana Morena e Madame X.

A vocês meninas que alegravam aquelas minhas noites de sexta, todo meu carinho por todos momentos de risos, sensualidade e prazeres e amizade que vivemos.


POEMA À PODOLATRIA

Sinto seu olhar perdido, meus Pés à mostra, dedos, pele, solas, dobras clamam pela sua aproximação.

Meu corpo denuncia a febre, trêmulo de um desejo enlouquecido perco a razão ao sentir seu primeiro toque, sensual, morno e molhado.

Teu olhar tem um brilho a mais, ao sentir o toque de meus saltos em tua face, mesmo sob pressão, um leve gemido, quase um sussurro você se submete, implora, lambendo suas formas.

Não esboço reação sequer, diante daquele êxtase, sentindo a pele do seu rosto em minha sola, que desliza, tocando cada vez mais forte descobrindo as sensações de prazer antes não vividas.

Como poderia até então ter-me privado destas deliciosas sensações, tocar e deixar-me ter os pés adorados, misto de sede, fome, com êxtase ao suave deslizar do calor de sua língua perdida entre meus dedos.

O movimento de teus lábios sedentos sobre o dorso desnudo roçando minha pele se apossando das minhas partes como se já conhecesse cada vibração de meu corpo.

Meu prazer é o seu prazer, você me tira o centro e eu desconcerto você. Não há disputa entre nós, naquele momento o tempo pára, o ar pesa, o calor com tesão invade nossos corpos, e seu gozo quente se mistura ao meu orgasmo num prazer só, nem eu nem você, apenas nós.

Por DoceNickaRJ

http://www.paralerepensar.com.br/adocicada_poemapodolotria.htm

8 comentários:

Drika Chapper disse...

ai ai
amo podolatria
viajo com bejinhos suaves e mordidinhas!!!
passando agora como sempre pra deixar minha marquinha!!!
beijos

Duda disse...

Klê, vc vê poesia no pé!
é lindo isso!!! Olhar os pés através de seus olhos os deixaram bem mais bonitos para mim, que não sou podóladra rsrsrs.
Lindo mesmo!

*bjos e boa semana*

{Deusa}_Kl disse...

Meu Dono
Diante de tanta beleza somente posso deixar um trecho desse poema que amo tanto..

Os teus pés

Quando não te posso contemplar
Contemplo os teus pés...
Mas se amo os teus pés
É só porque andaram
Sobre a terra e sobre
O vento e sobre a água,
Até me encontrarem
Pablo Neruda


Beijos cheio de tesão

licia disse...

Tive o IMENSO prazer de estar junto e ve-lo feliz ,lépido,quase serelepe,entre algumas dessas deliciosas amigas.

Seu rosto iluminado,sua pele vermelha de tantos pezinhos a te pisar e o coração batendo em compasso ,feito uma bateria de escola de samba.


Creio ter sido nesses momentos que mais te admirei,pois eram neles que te via mais menino sapeca e feliz.

Com você e através de você,pude conhecer a linda Val dos pezinhos 34 deliciosos e com toda afinidade que aconteceu entre nós duas manter essa amizade até hoje.

grata

Licia

Lua disse...

Dono ler sobre sua vida..seu passado somente me faz crescer mais minha admiração pelo Senhor..
E para sua musa deixou esses versos...

Minha musa é a lembrança
Dos sonhos em que eu vivi,
É de uns lábios a esperança


É de uns labios a esperança
que um dia ele desejou.

beijos com carinho...
Sua escrava.

Vampira Olímpia disse...

Meu negócio avesso a podoladria é por um motivo simples: começo a rir! Não dá! Pode ser profissional, o que for, me dá cócegas rs.
Pense numa tosquidão arretada!? rs

Um dia quero ir ao Dominna também, pra conhecer de pertinho esses seres lindos que tanto admiro (Vc, Divina Deusa...)

beijoooooooooooooooooooooooos

Vampira Olímpia disse...

Para com essa chupação de pé e atualiza teu blog!

beijooooooooooooos

Phoenix sub disse...

Podolatria é tudo e um pouco mais. rs*

Gostoso de ler um podólatra com uma visão sensível e que discorra tão bem sobre seu objeto de adoração.

Beijo gde