2 de out de 2008

O que penso sobre ser Dominador




Penso que emoções e sentimentos não devam ser escondidos ou reprimidos pelo simples fato de ser um Dominador. Por que não desabafar, confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos anseios, nossas preocupações com aquela que nos pertence, que mal há nisso?


Por que essa angustia de demonstrar que ser Dom é ser, um Ser Superior a tudo ou ainda mais, por que essa necessidade de ver seu Dono como alguém que não tem seus medos, receios, inseguranças, fraquezas, limitações, etc, somos Seres Humanos ou não?

Por que ter a necessidade de ser alguém tão superior sempre, quem esconde a realidade, finge, faz pose, quer mostrar-se perfeito e o virtual acaba consumindo o real e assim está construindo um monstro dentro de si.

Nada pior que viver de aparências e ser uma pessoa com muito verniz e pouca raiz, ao final seu destino é a intolerância, o mau humor, ausência e falta de comprometimento com aquela que lhe dá de tudo, principalmente prazer.
Por que rejeitar o Ser Humano que há em nós em prol de uma aparência que nem sempre é do nosso intimo?

Qual a necessidade da fantasia sobrepor o Ser Humano e não poder cada um ser o que é, com todos seus defeitos e qualidades, sim, por que TOP também tem defeitos, isso de Dono perfeito, relações perfeitas, são apenas palavras, fantasias, não existe uma relação perfeita, apenas momentos perfeitos.

Aceitar-se, aceitar, ser aceito, aceitar as críticas, saber seus limites e limitações é ter sabedoria e bom senso e confiar em si antes de tudo.
Será que é falta de confiança a aquela que lhe confia à própria vida?
Ou simplesmente machismo? Sem confiança, não há relacionamento.
A desconfiança é falta de fé em si, nos outros e em seu poder de domínio.
Por que um Dominador não pode ter bom humor, pra que ser sisudo pra demonstrar superioridade e poder de domínio?

A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive e as pessoas que fazem parte de seu convívio.
Às vezes é preciso saber renunciar, saber perder a vantagem e valores para ganhar outros.
Poder abrir seu coração com aquela que lhe pertence, pode ser um ganho ainda maior, de entrega, de companheirismo, de respeito, de sedução e até para romper limites, domínio também se faz com transparência.
.
Perde-se aquela áurea do Dom todo poderoso que no fundo todo mundo sabe, lá no fundo, não existe a não ser em fantasias e sonhos, mas se ganha muito mais, disso tenho a plena certeza.
Afinal antes de tudo pra se ter domínio, é necessário antes de Bom Senso.

Kleiton*

5 comentários:

{Deusa}_Kl disse...

Dono..

Acredito que viver em sociedade é um desafio porque às vezes ficamos presos a determinadas normas que nos obrigam a seguir regras limitadoras do nosso ser ou do nosso não-ser...
O que vemos neste mundo BDSM..as vezes tanta caracturas..
Tanta gente querendo ser aquilo que não pode ser..Somente pq uma liturgia pronta e inacabada exige isso..
Perde-se muito..
Prefiro perceber o BDSM com calma mesmo em meio a correria, sentir que a vida é quente mesmo quando se diz fria, fazer da vida um canto mesmo sem melodia, amar as pessoas sendo elas João ou Maria."
Ser aquilo que sou..não somente para agradar..
Por isso continuo afirmar não se dá perólas aos porcos..se dá submissão a quem exerce a dominação..
E isso o Sr..faz sem perder o encanto daquilo que o Sr é..
Sempre gostei muito desse texto..ele foi o motor que me levou até os seus braços..


Beijos amados cheios de carinho...

Sua Deusa






Existem nas recordações de todo homem coisas que ele só revela aos amigos. Há outras que não revela mesmo aos amigos, mas apenas a si próprio, e assim mesmo em segredo. Mas também há, finalmente, coisas que o homem tem medo de desvendar até a si próprio...” (Dostoiévski)

Lua disse...

Dono...

Este texto mesmo sem eu saber, me entregou a Você...

Quando eu o li, algo fez com que Você se destacasse na multidão.
Eu queria conhecer quem estava atrás dele, e Te encontrei.
Encontrei primeiramente um amigo, depois um conselheiro e agora o tenho como Dono.
Suas palavras e seu modo de pensar foram flecha em minha direção, fui marcada sem perceber.

Sei que em Suas mãos, serei bem guiada...

Beijos com carinho...
Sua menina.

Sarah disse...

Kleiton...

Concordo em gênero, número e grau. Sabe que eu entrei no meio somente porque meu namorado é dominador, pois minha praia primária é apenas spanking.

Pois bem...

Aos 15/16 anos cheguei a conversar pela internet com dominadores. Dominadores entre aspas, daqueles bem caricatos, bem montados, com um roteiro seguido e palavras bem decoradas.

Me afastei, o único que conheci que não era assim foi o Khasier. De resto... Não me interessavam...
Para mim esses doms são FAKES. Servem apenas para sessões esporádicas, e não por muito tempo...

Que bom que voltei... Hoje conheci pessoas como vc, como a deusa e tantos outros... CARNE E OSSO, ou melhor, CARNE, OSSO e MUITO SENTIMENTO.

Beijos e obrigada... Por fazer desse meio um meio real.

Sarinha

licia disse...

Lembro quando pautamos essas lindas ideias e atitudes para chegar a esse texto magnifico.

Orgulhosa em ter tido parcela nele,e em muito do q você se tornou.

Licia

{Isisdoegito} disse...

Não existe confiança, admiração e cumplicidade, por parte da submissa, se não houver a transparência e a sensibilidade, por parte do Dominador....
Beijos carinhosos
{ÍsisdoEgito}JZ