5 de ago de 2010

Falando de amor simplesmente


Quem de nós não sonha com um grande amor?

Idealizamos um amor de conto de fadas, que irá nos tirar da solidão, da mesmice, da nossa baixa estima.

Chega até ser um amor egoísta, procuramos um amor que seja maior que o nosso amor pela outra parte, queremos que ele (a) nos ame muito mais que nós próprios o amamos.

Queremos que esse amor dê significado a nossas vidas, as nossas aflições e as nossas inseguranças.

Se esse amor não vem de encontro ao que de forma egoísta desejamos, ficamos tristes, irritados, nos sentimos desprezados, achamos que não temos valor e sofremos.

Fazemos do amor uma dependência, como se o amor fosse à salvação da nossa alma, de nossos problemas e de nossas carências.

As pessoas precisam aprender que o amor não é para completar ou preencher lacunas, ele é antes de tudo para somar.

Certos sentimentos dentro de nós, apenas nós mesmo podemos completá-los, é de nossa inteira responsabilidade nos amar, nos dar valor, nos dar estima, antes de amar alguém.

Se não conseguimos ficar a sós com nós mesmo, não será outra pessoa que irá nos amar da forma que sonhamos. A cura para nossos anseios e dependências está antes de tudo dentro de nós e não em outras pessoas ou no amor.

Portanto antes de abrir seu coração e entrar em uma relação é preciso antes cuidar de você, respeite-se, seja digna, permita-se antes de tudo se amar.

Ama-se e com certeza será muito amada, assim como estou amando e sou amado.

O amor é simples nós que o complicamos, por inseguranças, ciúmes, posse, dependências, etc.

Ama-se para poder amar sem medo e ser realmente feliz ao lado de um amor que irá somar e não completar o que ele não pode completar.

Kle

10 comentários:

Vivian disse...

...texto perfeito mas infelizmente
pouco compreendido e exercitado
pela maioria de mendigos deste
sentimento tão rico, tão lindo,
e tão pleno dentre de nós.

buscar no outro o que ele não
tem para dar, é mostrar o quão
pequenos somos em essencia,
e portanto o quanto temos
a aprender antes de querer
o amor exterior, este que
antes de tudo deve ser
exercitado e não buscado.

obrigada pela visita...

bjbj

intimidades disse...

eu tento nunca pensar o amor

tento vive-lo :)

Beijos
Paula

Pérola disse...

Perfeito!!!
Sua escrita foi bastante absoluta e tem tudo há ver com a minha.
Muito bom.
Obrigado pelo carinho da visita.
Beijokas.

Nathy disse...

Lindas fotos e lindo texto

Lua Nova disse...

Vc tem absoluta razão. Só podemos dar o que temos e quem não se ama tem muito pouco para dar. Dar e receber em igual proporção e jamais "depender" de quem ou do que quer que seja. Quem está apto para agir e sentir assim, está apto para um grande amor.
Gostei muito do seu blog e de tê-lo comigo. Já estou te seguindo com muito prazer.
Apareça sempre no Chocolate.
Uma semana linda pra vc.
Beijos.

Lua Nova disse...

Esqueci de dizer!
Muito inspirador o post de comemoração do seu 1° ano de casado. É bom ver alguém tão feliz e tão realizado. Vocês estão no caminho certo. Não procurem desvios. O caminho mais curto para a felicidade é sempre uma reta.
Felicidades, muito amor e paz pra vcs.
Beijos.

Nany C. disse...

Olá Kleber!!
Obrigada pelo comentário e volte sempre!

Abraços!

{Λїtą}_ŞT disse...

Sim, o amor é simples... nós é que o complicamos por esperar que o outro complete o que só cabe a nós mesmos completar.
Vim por dois motivos: agradecer sua gentileza pelo aniversário do meu Amado e para (caso seja pai), parabenizar pelo dia... Felicidades!
Tenha uma linda semana.
Beijos meus para vocês (por favor, diga a Kah que estou com sintomas de saudades).

{Λїtą}_ŞT

Catlin disse...

Que delicia de blog

Maravilhoso esse texto.!!

sonho disse...

O amor...um sentimento...tantas vezes incomprendido...mas muito sentido...
Beijo d'anjo