12 de dez de 2009

Vem Cá

Hoje acordei com saudade de você,
Desse teu ar disfarçado e silencioso
Desse beijo quente e profundo
Que contém teu gosto marcante
Desse braço de abraço freqüente
Que não consigo não querer.

Vem cá me tirar do sério
Fazer acontecer novamente
o mistério de acender meu desejo
Vem cá trazer tuas intenções
Marcar de prazer meu corpo
Repleto de saudade...

Essa boca que nunca disse
O que tanto eu queria ouvir
Esses olhos que nunca permitiram
A palavra não que eu deveria dizer
Esse corpo que eu olhei a meia luz
E gravei sem retoques na memória.

Vem cá atravessar o meu caminho
Provocar os meus atos desmedidos
Vem cá transformar a insônia
No mais que perfeito adormecer
Deixar meu amor ficar em teu peito
E nunca mais me dizer adeus...


By Inez Sodré

6 comentários:

AGUASANTA disse...

PRECIOSA FOTO.
PRECIOSAS PALABRAS.

{ÍsisdoEgito}JZ - Tua, somente tua disse...

Ai, ai, ai....

Delícia acordar desse jeito, sendo chamada com tesão;
Chegar der mansinho mais logo se tornar um furacão;
Falar coisas indecentes no ouvido, ver o brilho extasiado nos olhos do outro;
Esfregar os corpos, sentir o desejo crescendo, e provocar a devassidão mais insana que puder haver.....
Delícia isso tudo!

Saudades de voce, melhor, de voces.

Beijos carinhosos,

ÍsisdoJun

Deusa disse...

Vem cá meu Amor

Eu também acordei com muitas saudades de vc..

Corri para os seus braços que estavam ali ao meu alcançe.

E assim deixamos o calor dos nossos corpos esquentarem esse dia que já amanheceu.

Te amo muito
Muito..muito.

Sua esposinha :)

{Λїŧą}_ŞŦ disse...

Acordar com saudade é tudo de bom, principalmente quando basta esticar o braço e a pessoa está ali, ao lado.
Acordo com saudade todos os dias, não podendo esticar o braço, estico os pensamentos, busco as lembranças.
De qualquer maneira, ao contrário de muitos, amo a saudade pois só a temos das melhores coisas que vivemos e de pessoas muito, muito especiais.
Belíssimo poema.
Abraços... e beijos para Deusa.

{Λїŧą}_ŞŦ

[ rod ] ® disse...

desejo quente cheio de mãos e de nunca mais... abs poeta.

{Amar Yasmine}_DEXPEX disse...

Huuuummmm...
*suspirando*

Saudades boas, essas do que se tem... Angustiantes, aquelas do que já tivemos... Piores, as do que não vivemos ainda.

Lindo poema. Doces besos!

{Amar Yasmine}_DEXPEX