9 de nov de 2008

TUNEL DO TEMPO - Parte 5 - Nascendo o Switcher

Antes do término da minha ultima relação como submisso minha Dona, Rainha Dominadora, me incentivou a assumir meu lado Switcher, com sua mentoração e minha experiência adquirida em sete anos com submisso, me senti apto a desvendar esse novo lado e resolvi que era a hora de viver tudo que desejava, desde a primeira cena vista.
De imediato fiz o anuncio em listas de discussão sobre a mudança de Status, recebi apoio de muitos, preconceitos de outros e alguns gesto de falta de respeito a nova posição, mas não me abalei, sempre vivi minhas fantasias independente do que achavam ou julgavam ser o correto ou normal.
Feitos alguns contatos e algumas interessadas, alguns "Switcher? jamais", foi quando uma querida amiga fez uma brincadeira de que já estava com a senha numero 1 em mãos. No inicio o que era brincadeira, se tornou um papo mais sério, havia admiração de ambos, respeito, carinho e confiança, todo o necessário para uma primeira sessão e minha primeira experiência como Dominador.
E assim, munido apenas das mãos, rs, fomos para minha primeira sessão como Dominador, ela por suas vez, conseguiu com amigas brinquedos, chicotes, enfeitou lindamente algumas velas, apesar da insegurança em ser dominada por alguém inexperiente, ela veio disposta e pronta para essa nova experiência.

Impossível aqui relatar toda a sessão, com tudo que envolveu e significou pra mim e para ela, o que posso falar que ali naquele momento me senti completo, descobri que não era um Dominador, mas sim sádico, descobri que o prazer em provocar dor, me excitava por demais, faziam minha pele esquentar, coração acelerar e olhos brilharem e o sexo latejar, que a fase de submissão serviu mais para me preparar para o que realmente me dá prazer e me faz inteiro.
E desta sessão, mesmo depois tentando fugir, pois também tinha algumas restrições a Switcher e ao meu jeito de ser, ela resolveu se arriscar e me dar esse voto de confiança, se tornado assim minha primeira escrava, {licia}_Kl, ou como gostava de brincar, minha cobaia woman, rs.
Foi o inicio de dois anos e alguns meses, da mais pura e deliciosa experiência que um homem, Dominador e Sádico, poderia ter.
Crescemos juntos, aprendi muito com ela, quebramos limites e limitações, erramos por demais, seja por falta de experiência, por falta de competência ou de maturidade de se manter uma relação tão intensa como uma relação BDSM e nos moldes em que foi moldada.
Dois anos guardados pra sempre em minha memória e em meu coração, ter uma primeira experiência como Dominar de uma escrava com personalidade forte, inteligência acima da média, culta e intensa, me fez crescer ainda mais rápido como Dominador, foi uma da maiores experiências que um Dominador poderia ter, ainda mais pra quem estava iniciando. Quem pode acompanhar no Blog, sabe o quanto foi intenso essa relação, se a vida é feita de momentos, minha vida foi feita de momentos inesquecíveis durante esse período.
Dedico a minha primeira escrava, esse post, por tudo que me proporcionou e me ensinou, por todo prazer, carinho, atenção e cuidado, não só com o Dominador mas também com Homem e amigo. Há pessoas que marcam a vida de um homem quando passam por ela, você é uma delas e estará sempre presente em meu coração, grato pela oportunidade de viver dois anos de tamanha intensidade, prazer e amizade. Se tem alguém que merece ser muito, muito feliz e encontrar alguém digno de todo esse amor, carinho, sensualidade e intensidade, este alguém é você. Seja eternamente feliz.
Post dedicado a Licia

A ausência da presença, machuca e fere o coração.
Cicatrizes que se abrem facilmente,

mas que se fecham com a recordação.

Nunca esperamos um adeus,
e mesmo que venhamos a dizer ou ouvi-lo,
que não produza em nós, um sentimento de perda total,
falta de força ou coragem.
Pois esta é uma fraqueza humana ingrata, inata.

A verdadeira saudade é sentida por pessoas que se amam
e se prezam e que neste maravilhoso vinculo de união,
expressam constantemente sua presença.
Alegram-se com as suas realizações e sucessos.
Preocupam-se com suas derrotas e desilusões.

Mesmo que seja sentida dolorosamente,
esta perda de convívio é superada pela alegria das lembranças,
que estarão cada vez mais vivas em nossas mentes,
e marcadas com carinho em nossos corações.

Apesar da imensa solidão que sentimos no íntimo,
uniremos forças para estarmos sempre felizes, pois,
sem dúvidas, estaremos sendo lembrados pelas mesmas
pessoas em que estamos pensando neste exato momento,
Com as mesmas preocupações, alegrias e saudade...

Neviton M. Barbosa

4 comentários:

Lua disse...

Dono...

lindo post, linda homenagem a mulher que lhe deu "um voto de confiança", como o Senhor mesmo disse, e assim puderam aprender e crescer juntos.

Sim, a vida é feita de momentos,com certeza os que viveu não somente com Licia, mas com todas as pessoas importantes que passaram e passarão em Sua vida, ficarão guardados, quase que petrificados em suas recordações.

beijos doces com muita saudades...

Sua escrava
lua_Sr.Kleiton e Deusa_KL

Drika Chapper disse...

Adoro ler cada parte desse blog...
Me da vontade de saber mais e mais!
rs

Phoenix sub disse...

Vc é sempre tão intenso, meu amigo querido, que não dá pra não viajar com vc a cada linha e poder perceber a profundidade e respeito de tuas vivências.
Parabéns sempre.
Te admiro demais, vc sabe, elogios rasgados.
Beijo

Vampira Olímpia disse...

Nobreza de espírito saber reconhecer as coisas e quem fez parte de nossa caminhada.

Te admiro mais hoje por isso.

Sauda(des)ções Vampirescas.